Kraft consultoria engenharia Campinas

GERAÇÃO SOLAR

degrade03.png

A energia solar fotovoltaica é a energia obtida pela conversão direta da luz em eletricidade.

 

Este tipo de energia esta se popularizando ao redor do mundo pela sua simplicidade e pela economia que um sistema desse tipo gera para seu usuário.

 

A energia solar pode ser usada para alimentar qualquer aparelho eletrônico, que pode ser de forma isolada para residências ou qualquer estabelecimento fora da rede elétrica ou de forma conectada a rede de distribuição gerando créditos que serão utilizados para abater na conta de energia.

 

 

 

 

Sistema-Fotovoltaico---Como-funciona.jpg
Sistema-fotovoltaico-residencial.jpg

O crescimento desse sistema praticamente dobra a cada dois anos em todo o planeta, no Brasil são mais de 22 mil usinas homologadas pela ANEEL com um potencial de mais de 266 mil kW.

 

Graças a este crescimento, a constante sofisticação e a economia gerada, o custo da energia solar fotovoltaica tem baixado gradualmente, trazendo um aumento de eficiência, e conseguindo que o seu custo médio de geração elétrica seja já competitivo com as fontes de energia convencionais.

 

A energia solar é hoje classificada como a terceira melhor opção de energia renovável a nível global, ficando atrás apenas da energia hidrelétrica e eólica. Mundialmente se produz aproximadamente 186 TWh, isso equivale a 1% de toda a demanda mundial de eletricidade.

 

 

O sistema de geração é simples e de fácil instalação, pode ser implementado no telado das residências ou mesmo em estruturas metálicas no próprio solo.

 

Atualmente se indica que um sistema de energia solar fotovoltaica consegue alcançar um payback em até 5 anos, isso equiparado a garantia estendida dos equipamentos instalados que chegam a passar dos 20 anos, ou seja, após o período apontado a economia é garantida para qualquer sistema.

 

O funcionamento é simples, os painéis instalados são expostos a radiação solar que por sua vez começam a converter essa radiação em eletricidade.

 

Essa eletricidade é encaminhada a um inversor que será encarregado da conversão da eletricidade e por fim encaminhado para o banco de baterias em caso de sistemas isolados ou então direcionado diretamente para a rede de distribuição para os sistemas conectados a rede ou também conhecidos como sistemas Off-Grid e On-Grid.

sistema-autonomo.jpg